O tempo pode parar?

Já que não podemos voltar no tempo, ele bem que poderia parar. Faltam apenas 13 duros dias para retornar a minha vidinha, em Recife. Não que isso seja RUIM, mas a vida daqui é maravilhosa. Apesar de tantos dramas, bem novela mexicana, eu e meus amigos vivemos esse “mundo paralelo” intensamente. Curtindo cada experiência, viajando, passando horas no Mc Donalds, esquiando, falando inglês-português-francês, dançando, bebendo, rindo e aproveitando MUITO.

No entanto, as vezes, acabamos deixando de lado oportunidades únicas, por vergonha ou por medo de arriscar. Minha amiga Aline definiu esse momento com uma ótima frase: “Por estarmos entrando em uma pilha errada, acabamos perdendo grandes acontecimentos.”

Essa semana promete muitas despedidas e corações partidos. Duas pessoas maravilhosas vão voltar para casa. E parece que foi ontem, o dia que conheci os dois. Tão iguais e ao mesmo tempo tão diferentes. Vivi momentos incríveis com ambos. Enquanto essa parte chata não chega, o que me resta é viver isso aqui. No final de tudo isso, o que nos resta são as lembranças.