PUTZ, Rose !!!

PUTZ, Rose !!!

 

Para os apaixonados por Titanic, a prova que Jack poderia não ter morrido.

Anúncios

Meu amor pelo Titanic

Eu tinha apenas sete anos e uma vontade enorme de assistir um filme na tela grande. O cinema era pequeno e as poltronas nem se comparavam as de hoje. O antigo cinema do Shopping Recife, localizado na finada Fashion Club, foi o palco dessa primeira experiência. O filme era sobre um navio encantador, que apesar de todo o charme não suportou a força de um iceberg.

Image

Titanic. Perfeito. Encantador. Várias palavras poderiam descrevê-lo. Sem dúvida, assisti mais de cem vezes. Convenci minha mãe a comprar as fitas. Quem tinha na época? Jack (Leo DiCaprio) e Rose (Kate Winslet) eram meu casal preferido. Escutar Celine Dion só me fazia lembrar a cena final da morte de Jack. Putz, tinha espaço naquela porta para mais um. Ah, sem contar as brincadeiras com meus queridos João e Thomaz imitando as cenas do filme.  Lembranças de 15 anos atrás.

Com quase 22 anos, não poderia deixar de assistir o filme com eles (João e Thomaz). Ontem, dia 15, o naufrágio completou cem anos e aproveitei a ocasião para assistir o filme. A sala de cinema estava lotada. Nem parecia que aquele filme tinha passado no cinema anos atrás. Todo mundo estava curioso para ver as cenas em 3D ou apenas rever a história trágica. O silêncio do inicio do filme terminou com os aplausos quando subiu os créditos finais.

O interessante de ver de novo é olhar o filme com uma visão madura, perceber umas piadas que não entendia e observar a interpretação dos personagens. Apesar de tanto tempo, o filme continua com seu brilho. James Cameron, você sem dúvida é o mestre do cinema.